NOTÍCIAS

Escada cascata em EPS é novidade na construção civil

Lançamento do Grupo Isorecort, a escada cascata é uma solução sustentável que já vem moldada de fábrica garantindo uma obra limpa e uma instalação rápida e fácil  
 
São Paulo, 10 de novembro de 2022 – Etapa geralmente complexa do processo construtivo, a instalação de escadas costuma gerar descartes de materiais e exigir mão de obra qualificada. O processo tradicionalmente leva vários dias e demanda um esforço conjunto. No entanto, seja por questões estruturais, arquitetônicas ou de usabilidade, erros simples podem comprometer o resultado final. Neste sentido, uma opção de elevada resistência e praticidade para esta construção é a escada em cascata de EPS, produto conhecido popularmente como “isopor” ou poliestireno expandido, que garante uma obra limpa, sem descartes.

O EPS na escada em cascata da linha Monopainel® é composto por cerca de 98% de ar e apenas 2% de matéria-prima. Solução 100% reciclável que acaba de ser lançada pelo Grupo Isorecort, ela atende todos os requisitos estruturais da instalação, vem moldada da fábrica e é estruturada em painéis envolvidos por malha de aço. Por isso, a instalação pode ser executada apenas por um pedreiro, que monta, faz o escoramento e a ancoragem na laje ou na viga que receberá a escada.

“Por outro lado, a implementação das escadas tradicionais, independentemente do modelo de escolha, pode exigir um conjunto de profissionais, seja carpinteiros para as fôrmas, armadores para a estrutura de aço e operários para a concretagem”, aponta o Engenheiro Denilson Rodrigues.

A escada em cascata acompanha o conceito técnico de toda a linha de escadas do Grupo. “Seu design transmite uma sensação de movimento, deixando exposta a parte inferior dos degraus, sem criar uma linha diagonal reta e dura que obstrui a visão. Ela é leve e fácil de ser transportada e instalada”, complementa o Engenheiro.
 

Montagem


Depois de instalada no local projetado, a escada em cascata recebe groute e projeção de argamassa, garantindo sustentação às vigas internas e estrutura às suas faces externas. “Desta forma, ela pode ser instalada de forma isolada em relação às paredes e sem apoio nas laterais, apenas com apoio no início e outro no final, no chão da obra. Ela também pode ser aplicada em qualquer tipo de construção, independente do sistema construtivo utilizado”, ele destaca.
 

Sistema industrializado


Com um sistema que vem praticamente pronto de fábrica, a escada em cascata é composta por três peças diferentes, sendo dois lances e um patamar intermediário, que podem ser montados em linha reta, em L ou em U, conforme a necessidade do projeto.

Atendendo às normas vigentes, com medidas de 1,20 m e 0,80 m de largura, carga de 300 kg por m², e instalação em até 3 metros de pé direito, a estrutura de EPS garante resistência necessária, possibilitando o recorte em várias medidas e formatos, atendendo às necessidades da obra.

Sobre o Grupo Isorecort – Um dos principais transformadores de EPS (isopor) do país. É líder de mercado no segmento da construção civil e no desenvolvimento de peças técnicas para aplicações industriais. Fundado há mais de 15 anos, está presente nos estados de São Paulo e Minas Gerais, atendendo clientes em todo o Brasil. Com Sistema de Gestão da Qualidade certificado pela ABNT NBR ISO 9001, o Grupo integra diversas entidades que visam ao desenvolvimento sustentável do setor, como a Comissão Setorial do EPS da Associação Brasileira das Indústrias Químicas (Abiquim) e o Comitê de EPS do Instituto Socioambiental dos Plásticos (Plastivida), além de ser a única empresa do segmento a ser membro do GBC Brasil (Green Building Council – Brasil), organização que tem por objetivo fomentar o desenvolvimento da indústria da construção sustentável no país, atuando de forma consciente na preservação do planeta.  

 

Ver todas