NOTÍCIAS

Novas modalidades construtivas prezam a sustentabilidade

Na Construexpo, que aconteceu de 15 a 18 de setembro em Atibaia (SP), o Grupo Isorecort demonstrou como é possível construir casas, galpões e também escritórios de “isopor”, com zero descarte de materiais

A pauta ESG ("Ambiental, Social e Governança") tem se tornado mais e mais relevante, levando as empresas dos mais diferentes setores, inclusive da Construção Civil, a se posicionarem adequadamente com relação ao Pacto Global da ONU (Organização das Nações Unidas). Neste documento estão previstos 17 objetivos e 169 metas até 2023, para o desenvolvimento sustentável do planeta. 

Segundo a Construexpo, evento que aconteceu em Atibaia (SP) entre os dias 15 e 18 de setembro, as inovações tecnológicas e a preocupação com a construção limpa e sustentável estão cada vez mais presentes nos novos empreendimentos imobiliários tanto residenciais, comerciais e industriais. Com isso, cada vez mais os construtores e o mercado imobiliário estão se preocupando com o tema sustentabilidade, o que vem gerando mais investimento neste segmento e desenvolvimento de novos produtos.

Na feira, os visitantes puderam conferir de perto, por exemplo, como é construída uma casa em EPS (poliestireno expandido ou "isopor", como é popularmente conhecido), com demonstração ao vivo de jateamento de cimento nas paredes. No estande, uma casa em EPS de 60m2 especialmente criada para o evento pelo Grupo Isorecort possibilitava a demonstração da construção de casas, galpões e também escritórios com zero descarte, em um material 100% reciclável.

“Com a evolução do mercado da construção civil e a busca por materiais sustentáveis, que possibilitem economia ao projeto, surgiu o sistema Monopainel. Na Construexpo 2022, apresentamos nosso portfólio voltado às necessidades dos construtores”, afirma Rodrigo Rezende, Gerente Administrativo do Grupo Isorecort.

 

Ver todas