NOTÍCIAS

Termotécnica realizou 10 atividades com a comunidade na Semana Lixo Zero Joinville

Estudantes da rede pública municial visitam a unidade de reciclagem de EPS pós-consumo da Termotécnica - Divulgação

Iniciativas de conscientização para a reciclagem de EPS/isopor* impactaram moradores, estudantes, cooperativas de recicladores, condomínios e coletores

Mascote da Termotécnica na Parada da Reciclagem no Shopping Mueller

Realizadas de 22 e 30 de outubro, as atividades da Termotécnica relativas à Semana Lixo Zero Joinville 2022 somaram cerca de 10 iniciativas que impactaram cooperativas, entidades de classe, estudantes e a comunidade em geral. A companhia é parceira do Coletivo Lixo Zero desde a primeira edição, em 2014. “Neste ano, reforçamos nossa presença com uma programação voltada para a conscientização e a construção de valor que o ‘lixo que não é lixo’ pode promover no incremento da renda e na valorização dos trabalhadores da cadeia de reciclagem e em outras cadeias produtivas, com a matéria-prima gerada por meio da reciclagem dos materiais pós-consumo”, afirmou o presidente da Termotécnica, Albano Schmidt.

Durante toda a Semana Lixo Zero, a Termotécnica disponibilizou um ponto de coleta de EPS/Isopor* na ADE – Associação Desportiva Embraco – e, ao final da Semana Lixo Zero, fez o recolhimento para reciclagem. No dia 25, a empresa recebeu na sua unidade de reciclagem, em Pirabeiraba, a visita dos alunos do 2º ano da Escola Municipal Presidente Arthur da Costa e Silva. Os estudantes acompanharam todo o processo de transformação das embalagens pós-consumo em uma nova matéria-prima (REPOR) que a Termotécnica fornece para fabricantes de rodapés, molduras, peças técnicas, entre outros.

A companhia também participou de uma atividade de DesignLab com cooperativas de reciclagem do município. O objetivo foi encontrar soluções que possam ser implementadas para melhorar aspectos de saúde e segurança do trabalho e eficiência da produção destas associações de recicladores. A Termotécnica faz a compra do EPS pós-consumo destas cooperativas de reciclagem garantindo emprego e renda aos associados. Com isso, vem transformando um material antes rejeitado nas coletas seletivas em um insumo valorizado no mercado e contribuindo para a inclusão sócio-produtiva de famílias de baixa renda que vivem desta cadeia de reciclagem.

No dia 26, o gerente de Sustentabilidade da Termotécnica, Paulo Michels, foi um dos palestrantes na OAB Joinville do painel "A Autorresponsabilidade na gestão de resíduos em condomínios". Com organização da Comissão de Direito Condominial e Comissão de Direito Ambiental e Urbanístico, ambos da OAB/SC - Subseção Joinville, o objetivo foi repensar as atitudes na gestão de resíduos para contribuir para uma Cidade Lixo Zero.

A Termotécnica também realizou a capacitação dos operadores da Ambiental – empresa responsável pela coleta seletiva de resíduos recicláveis de Joinville. A ideia foi buscar, de forma conjunta, o entendimento dos principais entraves e soluções para aumentar a eficiência na reciclagem do isopor na cidade.

Encerrando a programação da Semana Lixo Zero, a Termotécnica realizou a Parada da Reciclagem na sexta-feira, dia 28, no Shopping Mueller. A intervenção para o público participante teve dinâmicas de separação correta dos recicláveis com distribuição de brindes. O objetivo foi conscientizar a comunidade para a correta destinação destes materiais.

Os funcionários da Termotécnica, que são os grandes porta-vozes e disseminadores desta conscientização ambiental, também foram impactados por ações direcionadas exclusivamente ao público interno. No dia 26 foi realizado o Balcão Lixo Zero e os profissionais que são voluntários da Termotécnica nas ações para a comunidade passaram por uma capacitação e certificação no conceito Lixo Zero.


Portal Sou Reciclável desmistifica e incentiva a prática da reciclagem


Ainda são poucas as pessoas que sabem que o EPS – mais conhecido como isopor* – pode ser totalmente reciclado. E ainda menos consumidores sabem como destinar corretamente aquela embalagem que protege a TV, o refrigerador ou as caixas que acondicionam frutas, alimentos e medicamentos. Para esclarecer, orientar e potencializar a reciclagem do EPS destas embalagens pós-consumo, a Termotécnica desenvolveu o portal Sou Reciclável (soureciclavel.com.br).

Quem acessar o portal terá informações de porquê reciclar esse material, como reciclar e, muito importante, onde encontrar os pontos de descarte mais próximos em todo o país. Para ampliar essa rede de parceiros, empresas e entidades que quiserem se juntar ao Programa Reciclar EPS podem fazer o cadastramento diretamente no site. 
 

Termotécnica é referência nacional em economia circular


Na última década, vem aumentando a pressão para que as empresas em toda a cadeia de produção e consumo realizem a logística reversa e reciclagem dos resíduos pós-consumo, fazendo a economia circular acontecer na prática. Em 2007 lançou o Programa Reciclar EPS, antecipando-se à PNRS – Política Nacional de Resíduos Sólidos. Com este trabalho pioneiro a Termotécnica vem sendo reconhecida no Brasil e no mundo por sua contribuição para dar nova vida às embalagens pós-consumo de EPS, mais conhecido como isopor.

Neste período, a empresa já recuperou mais de 44 milhões quilos de EPS pós-consumo, o que representa 1/3 do material reciclado no mercado. “Todos nós, como sociedade, temos que estar conscientes de que uma vez que um material, produto ou embalagem, seja utilizado, temos a responsabilidade individual por sua correta destinação. Mas para isso é preciso também que os agentes públicos e privados ofereçam condições para esta destinação correta dos materiais, com um sistema de gestão de resíduos, de coleta e reciclagem como preconiza a Política Nacional de Resíduos Sólidos”, afirma o presidente da Termotécnica, Albano Schmidt, que há quase duas décadas vem sendo um promotor da causa da logística reversa, da reciclagem e da economia circular.

Atualmente o Programa Reciclar EPS gera cerca de 100 empregos diretos, conta com mais de 1,2 mil Pontos de Coleta e 300 cooperativas de recicladores parceiras no país, o que impacta diretamente mais de cinco mil famílias. Nos anos de 2019 e 2020, a Termotécnica adquiriu 3.500 toneladas de EPS pós-consumo, gerando uma receita de R$ 4,2 milhões – dos quais cerca de R$ 600 mil pagos diretamente a cooperativas de catadores“Sendo a única fonte de renda de recicladores autônomos e associações, com esse trabalho aumentamos a demanda, valorizamos e ampliamos os ganhos destas famílias”, afirma.

Para ampliar o volume de captação do material a ser reciclado, a Termotécnica vem buscando expandir a cobertura do Programa Reciclar EPS no país. Conta com uma rede de parceiros como cooperativas e associações de recicladores, gerenciadores de resíduos e prefeituras, entre outras, de forma a reforçar a conscientização para a destinação correta, reciclagem e reintrodução do EPS pós-consumo e pós-industrial na cadeia produtiva.

 *isopor é uma marca registrada de empresa terceira

 

Ver todas