NOTÍCIAS

Embalagem para bebidas da Termotécnica é lançada para vinícolas e distribuidores na Wine South America 2022

Solução modular em EPS é testada na modalidade de e-commerce com benefícios logísticos e de proteção comprovados

Wine South America, realizada de 21 a 23 de setembro, em Bento Gonçalves (RS), reunindo expositores de todo o Brasil e de outros países, foi uma excelente vitrine para o mais novo lançamento da Termotécnica direcionado para este mercado: a embalagem iPack para bebidas. De acordo com o diretor superintendente da Termotécnica, Nivaldo Fernandes de Oliveira, “a Serra Gaúcha, maior região produtora de vinhos e espumantes no Brasil, está se estruturando para o e-commerce e a nossa embalagem vem em um bom momento para atender esse canal de vendas e distribuição”.

Maior fabricante de embalagens em EPS do país, a Termotécnica já conquistou a atenção de vinícolas tradicionais da região, como a Pizzato e a Don Laurindo que vem contribuindo com o desenvolvimento da solução para o mercado. De acordo com Ademir Brandelli, proprietário da Don Laurindo, a solução apresentada pela Termotécnica é uma excelente alternativa para proteção no transporte dos vinhos. A Pizzato relatou a satisfação de um cliente do Rio Grande do Norte, que recebeu a encomenda nas embalagens via frete aéreo. “Fiquei feliz com o resultado. É importante um olhar diferenciado no transporte de vinho que além de ser frágil também precisa manter as propriedades organolépticas, de cor, brilho, transparência, textura, odor e sabor, tão importantes para a percepção da qualidade do produto pelo consumidor final”, diz a diretora da vinícola, Flávia Pizzato.

O varejo on-line se transformou em preferência dos brasileiros durante a pandemia como principal opção na hora da compra. De acordo com informação da Confederação Nacional do Comércio, o e-commerce no Brasil deve fechar 2021 com faturamento de R$ 304 bilhões, um avanço de 38%. No caso dos vinhos, por exemplo, as vendas pela internet e as importações crescem a um ritmo forte devido ao grande número de distribuidoras on-line especializadas e grandes redes de varejo. O Brasil já é o 3º maior mercado do mundo, atrás da China e do Reino Unido, de acordo com o Wine Intelligence.

Frente ao cenário de crescimento do varejo digital de bebidas, o EPS tem sido uma excelente alternativa de embalagens para produtos de alto valor agregado por conferirem excelente acondicionamento e proteção no transporte. Patenteada, a embalagem iPack (Intelligent Packaging) desenvolvida especialmente para o transporte e proteção de bebidas é universal e modular, ou seja, pode acomodar vinhos, espumantes, destilados e cervejas e é facilmente destacada, transportando de 1 a 6 garrafas (confira vídeo no canal da Termotécnica no YouTube).

Tem aplicação, inclusive, no transporte de taças, complementando sua utilidade para as empresas que fornecem esse tipo de acessórios no mercado. A embalagem modular para bebidas comporta garrafas de todos os formatos e tamanhos e é muito aderente à comercialização por e-commerce. “As embalagens iPack proporcionam ao mercado ganhos de processos consideráveis, possibilidades de comercialização pelo e-commerce, além de garantir total integridade do produto para o consumidor”, reforça Nivaldo de Oliveira.

Alguns clientes têm reportado ainda o reuso destas embalagens para armazenamento das bebidas pelo consumidor final, considerando que os nichos permitem a guarda das garrafas.
 

Vantagens das embalagens em EPS


Acondicionamento com alta proteção: talvez o maior objetivo da embalagem seja justamente esse, manter o produto seguro durante todo o processo, de ponta a ponta. Não somente em relação à sua aparência e estética, mas também sua estrutura, minimizando defeitos com impactos. A grande quantidade de ar em sua estrutura torna o EPS (mais conhecido como isopor – marca registrada de empresa terceira) uma ótima proteção, capaz de resistir a quedas, vibrações e choques, e o transforma na opção ideal de embalagem quando a intenção é proteger mercadorias de danos e avarias. É a garantia de que o produto vai chegar intacto ao seu destino.

Versatilidade: molda-se às mais diferentes formas do produto, desde uma taça de cristal a um bloco de motor. Contribui para maior leveza e ergonomia no processo produtivo e logístico.

Custo: o peso da embalagem, é outro fator importante que, neste caso, pode refletir na redução de custos, pois embalagens mais leves podem gerar gastos menores com frete, assim como também podem levar ao investimento em uma logística mais simples.

Sustentabilidade: pode ser 100% reciclável de forma contínua após o uso, com baixo consumo de água e energia.
 

iPack: solução de embalagens inteligentes em EPS

 

As soluções em embalagens iPack da Termotécnica são projetadas para serem versáteis e atender as necessidades de segmentos distintos como os mais frágeis (taças, garrafas de vinho, televisores) até os mais complexos (refrigeradores, aquecedores, cooktops, motores).

Atendendo às mudanças no comportamento do consumidor que elevou a participação do e-commerce como opção de compra, o conceito iPack tem todos os atributos de preservação e proteção requeridos por este novo canal de venda e escoamento de produtos. Pensado de forma a unificar plataformas de produtos e simplificar processos de embalamento, o iPack permite a distribuição de produtos pelos mais diversos modais de transporte, sendo em cargas fechadas ou fracionadas. 

Os ganhos da embalagem em EPS já iniciam na linha de produção do cliente. Com uma estrutura leve e segura, contribui para a ergonomia do processo. O design possibilita simplificar o número de operações além de otimizar insumos, aumento da capacidade de armazenamento e transporte. A solução foi projetada com preocupação funcional e estética. O EPS é resistente à compressão, possui alta capacidade na absorção de impactos, e também é não higroscópico (não acumula umidade), contribuindo para garantir a entrega dos produtos íntegros e com todas as funcionalidades até o consumidor final.

Em termos de sustentabilidade, o EPS é um plástico formado por 98% de ar e desta forma deve ser reciclado como todo e qualquer outro plástico ao fim do processo. Sua reciclagem requer baixíssima utilização de recursos naturais como água e energia. Por ser 90% mais leve que outros tipos de embalagem, contribui para reduzir o consumo de combustível e a emissão de COdurante o transporte. 


Termotécnica: inovação com sustentabilidade


Detentora de mais de 100 marcas e patentes registradas desde a sua fundação, há 61 anos, a Termotécnica tem sido pioneira e protagonista no mercado de EPS no país, tendo a inovação e a sustentabilidade como seu propósito. Sua estratégia sustentável está consolidada nos pilares ESG (Environmental, Social and Governance) e suas ações são conectadas aos ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) da ONU. Com matriz em Joinville (SC) e unidade de reciclagem no Distrito de Pirabeiraba, a Termotécnica possui também unidades produtivas e de reciclagem em Manaus (AM), Petrolina (PE), Rio Claro (SP) e São José dos Pinhais (PR).

Para dar uma destinação ambientalmente correta e sustentável ao EPS pós-consumo, há 15 anos a Termotécnica realiza o Programa Reciclar EPS, com logística reversa e reciclagem do material em todo o Brasil. Já são mais de 44 mil toneladas de EPS pós-consumo que ganharam um destino mais nobre – cerca de 1/3 de todo o material consumido no país. O Programa Reciclar EPS é de fato a economia circular na prática: após seu uso e reciclagem, o EPS é transformado novamente em matéria-prima para outras aplicações.

Para saber tudo sobre a reciclagem do EPS acesse soureciclavel.com.br

Ver todas