Abiquim 50 anos

Notícias

Construções sustentáveis continuam crescendo no Brasil

12/12/2014


O Brasil ocupa a terceira posição no ranking mundial de construções sustentáveis, atrás dos Estados Unidos e da China. O desenvolvimento tecnológico e a preocupação com o bem-estar das pessoas e do meio ambiente deixaram de ficar em segundo plano e passaram a ocupar uma posição de destaque na construção civil.
O país segue uma tendência mundial na busca de produtos que tenham foco em sustentabilidade e o EPS (poliestireno expandido, popularmente conhecido como Isopor®) tem destaque nessa aplicação exatamente por possuir características sustentáveis.

Estima-se que 50% da produção brasileira de EPS é destinada à construção civil. As principais aplicações são: enchimento de lajes, telhas, sistemas construtivos, concreto leve, forros, estabilização de solos (geofoam), entre outras.

A aplicação do EPS em projetos construtivos permite uma economia de energia que pode chegar a 30%. O EPS é também um material de fácil manuseio, o que garante uma economia de cerca de 20% no prazo de construção, além de apresentar uma redução de 6% a 8% no custo global da obra, dependendo do projeto.

Além de proporcionar economia de energia devido seu isolamento térmico, o EPS é um plástico inerte, não tóxico, versátil e 100% reciclável. Em sua reciclagem, ele é destinado para empresas que transformam o EPS em molduras, rodapés, material para escritório, entre outros.

Por meio de tecnologias eficiente, como o EPS por exemplo, o Brasil deve avançar ainda mais na lista de países que mais investem em sustentabilidade.

Ver todas