Abiquim 50 anos

Notícias

MPPE destina isopor de obras para cooperativa de catadores

10/10/2014


O isopor costuma demorar até 150 anos para se degradar após o descarte e a solução de reaproveitamento é adequada para que seja minimizado o impacto ambiental. Pensando nisso, cerca de 300 placas de isopor, retiradas do forro da obra de reforma do Centro Cultural Rossini Alves Couto, no bairro da Boa Vista, foram destinadas para a Cooperativa de Catadores da Torre, pelo Ministério Público de Pernambuco.

Segundo a Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental, do Ministério das Cidades, a construção civil tem um enorme impacto no meio ambiente. Cerca de 60% do lixo produzido no Brasil estão relacionadas as obras.

DIÁRIO DE PERNAMBUCO - WEB - WEB - 29/09/2014

Ver todas