NOTÍCIAS

Construção civil tem o EPS como solução alternativa para obras sobre solos moles

 

Condição de solo mole é desafio que pode ser resolvido com o uso de blocos em EPS (isopor) de alta densidade, como GeoSolution®

Nos projetos de construção de casas, escritórios comerciais e também em grandes empreendimentos como hospitais, estádios, rodovias e aeroportos, um dos desafios é como erguer a obra quando o solo da fundação é de baixa resistência, ou seja, quando o solo não está apto para receber a carga resultante da construção. Nestas condições, o EPS (isopor) de alta densidade, como GeoSolution®, pode resolver o problema.

De acordo com o Professor doutor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), José Orlando Avesani Neto, especialista em Engenharia Geotécnica, solos moles são condições bastante comuns no Brasil, país rico em solos próximos a rios e com uma extensa costa de solos marinhos. Segundo ele, a fim de concluir tais obras com sucesso, é necessário definir a melhor solução para cada caso.

“Na escolha da solução em condições de solos moles, é necessário levar em conta o tripé de viabilidade técnica, executiva e financeira. Os blocos em EPS de alta densidade oferecem uma solução segura, durável e com prazo rápido de execução, substituindo aterros de solo”, explica o especialista.

 

Na prática

 

“Esta solução construtiva poupa o construtor de inúmeras etapas executivas de preparação do solo. O GeoSolution® possui toda a tecnologia e resistência necessária para receber a carga da construção, oferecendo facilidade no manuseio e transporte, reduzindo os custos com mão de obra e equipamentos, bem como os prazos de execução”, comenta Rodrigo Rezende, gerente administrativo do Grupo Isorecort. “Por oferecerem elevada resistência, estas peças estão na base de projetos e grandes obras em todo o Brasil”, afirma.

A possibilidade de cortar as peças no próprio canteiro permite adequar a solução aos mais diferentes cenários. O produto contribui diretamente para a melhoria na estabilidade do conjunto formado pelo aterro e o solo mole, além de minimizar os riscos de rebaixamento (recalque) e ruptura.

 

Barreira contra a umidade e o frio

 

Além de todos os benefícios, de acordo com o Engenheiro Denilson Rodrigues, do Grupo Isorecort, o EPS de alta densidade aplicado em placas tem baixa absorção de umidade (2 a 4%) forma uma eficiente barreira contra a umidade e contra o frio.

“As pessoas não costumam imaginar que estas placas estejam presentes na composição de hospitais, shoppings, estádios, cinemas, teatros, rodovias, pontes, viadutos, aeroportos e até tubulações de água”, pontua. “Eles são soluções inovadoras que substituem materiais mais pesados e, por vezes, mais caros e nocivos ao meio ambiente. GeoSolution® substitui apropriadamente solos moles e elevação/nivelamento de solo e oferece igual resistência e rigidez de um aterro compactado. A solução é classificada como um geofoam pela norma americana ASTM D6817, que define os requisitos técnicos para esse material”, complementa o Engenheiro.

Mais informações podem ser encontradas em geosolution.com.br e isorecort.com.br.

 

Ver todas