Abiquim 50 anos

Notícias

Vai construir? Conheça as vantagens de utilizar shafts de EPS

28/10/2019

Solução ajuda a reduzir o prazo de execução e o volume de resíduos no canteiro. Veja duas obras que utilizaram shafts de poliestireno expandido para fechamento do sistema hidráulico

Hosana Pedroso

Vai construir? Conheça as vantagens de utilizar shafts de EPS Os shafts estão presentes em obras de todos os segmentos (Foto: divulgação/ Grupo Isorecort)

Os shafts visitáveis das tubulações hidráulica e elétrica, entre outras, vão ganhando espaço na construção civil, com o uso de elementos pré-fabricados de fechamento e, até mesmo, de kits completos. Essa evolução vai deixando no passado a obsoleta técnica de embutimento, que gera grandes volumes de resíduos na sua execução. Em eventuais obras de manutenção, essa prática exige quebras, perda de material e transtornos aos ocupantes do imóvel. Por suas muitas vantagens, os shafts estão presentes em obras de todos os segmentos.
 

Condomínio UP 1300 – Palmares


Em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, o sistema hidráulico do condomínio UP 1300 – Palmares foi executado com shafts de poliestireno expandido (EPS). O produto escolhido pela Urben Construtora e Incorporadora foi o Painel de Fechamento com Kit Hidráulico PPR, produzido pelo Grupo Isorecort. Constituído por EPS em placas, microtela de nylon e argamassa cimentícia flexível, além do kit hidráulico embutido, foi desenvolvido sob projeto e chegou pronto no canteiro de obras.

“A execução dos shafts de EPS foi uma atividade tecnicamente simples, que utilizamos para o fechamento do sistema hidráulico, num total de 128 unidades para as áreas de serviços e 160 instaladas nos banheiros”, conta o engenheiro Silvano Rodrigues, gerente de Suprimentos da Urben. O empreendimento, entregue em julho passado, é vinculado ao programa Minha Casa, Minha Vida. Tem apartamentos com três opções de plantas, inclusive com suíte, acabamentos de primeira linha, varanda gourmet e lavanderia compartilhada.
 

“A execução dos shafts de EPS foi uma atividade tecnicamente simples, que utilizamos para o fechamento do sistema hidráulico, num total de 128 unidades para as áreas de serviços e 160 instaladas nos banheiros”, Silvano Rodrigues


O sistema construtivo utilizado pela Urben foi estrutura de concreto armado, com alvenaria cerâmica de vedação. “Foi a primeira vez que adotamos shafts de EPS. A especificação foi motivada pela decisão de otimizar o tempo de execução da obra e, também, diminuir os resíduos para descarte”, explica o engenheiro, que comenta sua satisfação em trabalhar com o Grupo Isorecort: “Não tivemos qualquer problema com o fornecimento. Fomos atendidos no prazo, e a qualidade oferecida foi entregue”.

instalacao-moldura-eps Foto: divulgação/Grupo Isorecort
 

Residencial Marbella


O engenheiro Sinomar Pereira Junior, gestor de Obras da Cesari Engenharia e Construção, revela que contou com o apoio técnico da área de vendas do Grupo Isorecort no momento da especificação e aquisição dos Painéis de Fechamento com Kit Hidráulico. “Fomos atendidos pelo vendedor da melhor maneira possível”, comenta. O produto foi empregado nos shafts dos banheiros e lavanderias do Residencial Marbella, em Barretos (SP), que terá suas obras finalizadas em fevereiro de 2020.

O edifício construído com bloco estrutural de concreto tem subsolo, térreo e mais oito pavimentos tipo, num total de 48 unidades, com plantas que vão de 64 a 67 m². “Nos 96 shafts, sendo 48 tipo “U” e o restante em “L”, estão hospedados os sistemas hidráulico e elétrico. As prumadas de elétrica foram isoladas com um tubo de PVC, no interior dos shafts”, explica, acrescentando que o diferencial desse projeto consistiu no uso de tubulações PEX para água fria e alpex para gás.
 

Acreditamos que os shafts de poliestireno expandido vão facilitar, no futuro, eventual atividade de manutenção nas tubulações de elétrica e hidráulica, Sinomar Pereira Junior


O Residencial Marbella foi a primeira obra em que a Cesari adotou os shafts de EPS. “Consideramos que essa é uma solução que propicia praticidade na instalação e ganho de tempo”, destaca Pereira Junior. A execução, como esperado, foi tarefa simples. Porém, ele alerta que é preciso cautela no momento de aprumar as peças. “Acreditamos que os shafts de poliestireno expandido vão facilitar, no futuro, eventual atividade de manutenção nas tubulações de elétrica e hidráulica”, conclui.
 

Passo a passo da manutenção


Em vídeo disponível no Youtube, o Grupo Isorecort explica o passo a passo da manutenção de sistema hidráulico em shaft de poliestireno expandido (EPS), instalado em parede revestida com azulejo. O Manual de Manutenção detalha as ferramentas necessárias para essa atividade: faca e lâmina de serra, martelo, ponteiro/talhadeira, serra mármore, canetão e lixa P80.

Em menos de três minutos, são mostrados os 11 passos. Tudo começa com a identificação do local da avaria na tubulação e marcação, com caneta, no azulejo que será cortado e removido junto com a massa aplicada anteriormente. As abraçadeiras devem ser cortadas, também, para facilitar a retirada da peça. Depois, é preciso cortar o EPS na forma de um quadrado de cerca de 30 x 30 cm, em volta do local da manutenção. A recomendação é para cortar em ângulo de 45°, para facilitar a montagem depois de feita a manutenção. A peça cortada é removida e, depois de feita a manutenção na tubulação, é aplicada espuma expansiva na peça de EPS – no centro e nas laterais –, para garantir a fixação do registro. O EPS é encaixado no mesmo local de onde foi retirado. O serviço é finalizado com a aplicação de argamassa ACIII no local do corte e no novo azulejo, rejuntando a seguir.

Para conhecer mais sobre o Grupo Isorecort, acesse o site www.isorecort.com.br

Ver todas